Produzir café orgânico de qualidade requer tomar cuidados especiais em relação ao solo e à água da propriedade para que as condições ideais de desenvolvimento das plantas sejam reproduzidas com sucesso. Solos muito pesados ou arenosos não são recomendáveis na cultura do café orgânico - já a quantidade de argila no solo deve girar em torno de 20%.

O tipo de solo apropriado para produzir café orgânico é aerado, rico em nutrientes e matéria orgânica e conta com boa drenagem: são características que permitem o desenvolvimento radicular do cafeeiro, cujas raízes podem atingir 4 metros de profundidade e 2 metros de raio ao redor do tronco. Pedras e cascalhos reduzem o armazenamento de água e não são indicados.

Há ainda uma série de precauções que devem ser levadas em conta, da profundidade e textura à porosidade adequada do solo. Quer saber mais detalhes? Continue com a gente!

Profundidade do solo

Questões como o fornecimento de nutrientes e o armazenamento de água dependem largamente da profundidade do solo que, em lavouras de café, acaba girando em torno de 1,20m.

Isso não é um problema porque mais de 80% da alimentação das plantas vêm das raízes que estão em um raio de 1 metro ao redor do tronco. Mas, para não prejudicar o armazenamento de água, o solo não deve ter mais que 15% de pedras e cascalhos.

Textura do solo

Para produzir café orgânico com sucesso, o solo não deve ter nem menos que 20% nem mais que 50% de argila. Também deve-se tomar precauções contra a erosão, o uso excessivo de máquinas agrícolas e o calor em excesso sobre a superfície do solo.

O solo com textura ideal apresenta 50% de porosidade (ar e água), 45% de minerais e 5% de matéria orgânica.

Macroporos

Quando o solo é muito compactado, a água tem dificuldade para se infiltrar: faltam-lhe macroporos, que são os poros responsáveis pela aeração e drenagem do solo. Já os microporos são poros menores que armazenam a água utilizada pelas plantas.

O ideal para produzir café orgânico é que o solo tenha uma proporção de ⅓ de macroporos para ⅔ de microporos.

Porosidade adequada do solo

A melhor maneira de assegurar que o solo tenha a proporção certa de macroporos e microporos é distribuindo matéria orgânica oriunda tanto de vegetais quanto de restos de animais.

Aumentar a quantidade de matéria orgânica no solo eleva também sua porosidade e, consequentemente, a infiltração e o armazenamento de água.

Adensamento

O nível de adensamento do solo tem influência direta na eficiência das raízes do cafeeiro em adentrar o terreno e absorver nutrientes: por isso, antes de escolher o local de plantio é preciso analisar a capacidade de uso do solo com um penetrômetro.

Com uma limpeza de terreno seletiva, boas práticas de conservação e seguindo os preceitos da agricultura orgânica, o terreno será muito mais rico e as plantas menos sujeitas a sofrerem com pragas e doenças.

→ Veja já: 5 dicas para melhorar a qualidade e a produtividade do café orgânico!

Retorne para as notícias