Ótimo para o solo e para os vegetais, livre de substâncias químicas e sem gerar resíduos, o adubo orgânico é a melhor alternativa para aumentar a produtividade do plantio sem deixar de lado a qualidade e a sustentabilidade. Além disso, o preparo caseiro de um eficaz adubo orgânico é muito simples: bastam restos de comida para criar sua própria compostagem.

Assim, ao preparar seu próprio adubo orgânico o produtor reaproveita uma boa quantidade de lixo e ajuda a preservar o meio ambiente enquanto aprimora o valor do próprio produto. Trata-se de um retorno a tempos antigos, antes da revolução industrial e da massificação do uso de fertilizantes químicos, quando os produtores tinham uma consciência geral de que o adubo orgânico é inigualável.

Neste texto você saberá como fazer adubo orgânico aprendendo mais sobre compostagem, o uso de vermes e os próprios benefícios da adubação orgânica!

Compostagem

A compostagem é uma técnica que aproveita a atividade microbiana aeróbica para reciclar restos de alimentos e resíduos de plantas em uma caixa, transformando-os em um adubo orgânico rico em nutrientes capaz de fertilizar naturalmente o solo.

Após um ou mais meses dentro da composteira (ou caixa de compostagem), o material orgânico decompõem-se e é convertido em húmus - matéria que é essencial para a vida dos vegetais.

A variedade de resíduos que podem ser usados na compostagem é grande: cascas de frutas, restos de legumes e verduras, casca de ovo, borra de café, saco de chá, folhas secas e restos de comida pronta são algumas das opções. Nunca use, porém, materiais como carne, ossos, óleos, gordura, plantas doentes ou fezes de animais.

Uma vez pronto, basta aplicar o adubo orgânico na terra ou enterrá-lo para enriquecer o solo e deixar os vegetais com mais sabor.

Passo a passo da compostagem

Confira abaixo um passo a passo com cinco etapas de como fazer adubo orgânico em sua própria propriedade:

1.Compre uma caixa de compostagem ou faça uma em casa com um recipiente plástico;

2.Faça perfurações no fundo da caixa para criar furos de drenagem;

3.Coloque um pouco de terra na caixa, deposite o restos de comida e demais materiais orgânicos e cubra-os com terra;

4.Tampe a caixa e faça alguns furos para aumentar a oxigenação. Em seguida, coloque outro recipiente embaixo da composteira para coletar o chorume que vai escorrer;

5.Em aproximadamente 40 dias, o adubo orgânico deve estar pronto. O chorume também pode ser utilizado como fertilizante e pesticida natural, bastando diluir uma parte em dez partes de água antes de regar as plantas com o líquido.

Uso de vermes

Outra possibilidade que favorece a qualidade da compostagem é o uso de vermes na compostagem: minhocas criam um líquido que atua como fertilizante natural, o chamado "chá dos vermes". Essa modalidade requer, no entanto, uma caixa de compostagem apropriada para tal: tampa apertada e com muitos buracos para os vermes respirarem.

Os vermes se reproduzem rapidamente e precisam ser alimentados com pequenas quantidades de restos de comida, que precisam ser enterrados para evitar a atração de moscas e outros insetos. Após um período de 4 a 6 semanas, o material no fundo será um excelente adubo orgânico.

Benefícios da adubação orgânica

Confira abaixo alguns dos principais benefícios da adubação orgânica:

  • O adubo orgânico é rico em substâncias orgânicas complexas e variadas e atua como um potente multi-inoculante;

  • Feito de forma correta na compostagem, o adubo orgânico não possui umidade em excesso, odor ruim e nem atrai moscas e insetos;

  • Aumenta a absorção de minerais pelo solo e favorece sua ativação biológica;

  • Por ser mais eficiente, requer que menos material seja usado em comparação com fertilizantes químicos;

  • É muito mais barato e você pode prepará-lo com facilidade.

Retorne para as notícias